Recherche avancée

Brasília > Informações gerais sobre Luxemburgo > Viver e trabalhar em Luxemburgo >

Viver e trabalhar em Luxemburgo

   

Viver

A sociedade luxemburguesa distingue-se acima de tudo pelo seu carácter multicultural. Quase 47% da população do Grão-Ducado é composta por estrangeiros. Ao todo, o país tem hoje mais de 170 nacionalidades diferentes.

Esta situação reflete-se no mercado de trabalho, que se caracteriza por um grande afluxo de trabalhadores fronteiriços franceses, belgas e alemães.

O sistema escolar de Luxemburgo é perfeitamente multilíngue, assim como outras áreas da vida quotidiana. A oferta de escolas públicas é complementada por uma variedade de escolas particulares e internacionais.

É também importante saber que o custo de vida em Luxemburgo é bastante elevado quando comparado com a média da União Europeia. Acomodação, alimentação, roupas - os custos não devem ser negligenciados.

No entanto, se milhares de recém-chegados se estabelecem em Luxemburgo todos os anos, é sobretudo graças à qualidade de vida particularmente elevada que reina no país.

Luxemburgo tem sistemas eficazes de saúde e segurança social, os salários são elevados e o mesmo acontece com o grau de segurança.

Os estudos internacionais confirmam regularmente que os luxemburgueses estão cientes das vantagens de que gozam e mesmo que se encontram entre os europeus que se sentem mais felizes.

Fonte :  https://luxembourg.public.lu/fr.html

   

Trabalhar

O mercado de trabalho no Grão-Ducado do Luxemburgo é atípico devido à natureza internacional e multilingue da sua força de trabalho. Na verdade, cerca de 70% da força de trabalho do país é composta por imigrantes franceses, belgas e alemães ou trabalhadores transfronteiriços.

Eles são atraídos por oportunidades de carreira atraentes :

  • Um ambiente de trabalho internacional e multilíngue;
  • Condições salariais vantajosas;
  • Viagens curtas entre casa e local de trabalho;
  • Um sistema universal de segurança social;
  • Um alto padrão de vida;
  • Uma qualidade de vida excepcional.

O acesso ao mercado de trabalho luxemburguês é gratuito para os cidadãos do Espaço Económico Europeu (EEE). Os nacionais de países terceiros precisam de uma autorização de residência;

Em Luxemburgo, a jornada de trabalho dos empregados é de 8 horas por dia ou 40 horas por semana. Cada funcionário tem direito legal a férias anuais obrigatórias de 25 dias úteis. Além disso, existem 10 feriados legais.

O Grão-Ducado aplica um salário social mínimo a todos os empregados com contrato de trabalho. A taxa difere em função da idade e qualificação do beneficiário.

Fonte :  https://luxembourg.public.lu/fr.html

 

Para saber mais :

https://luxembourg.public.lu/en.html
https://guichet.public.lu/en.html