Recherche avancée

Brasília > Cooperação bilateral > Jean Asselborn em Brasília para a inauguração oficial da... >

Jean Asselborn em Brasília para a inauguração oficial da Embaixada do Luxemburgo no Brasil

   

Em 1º de março de 2018, o Ministro de Relações Exteriores e Europeias do Luxemburgo, Jean Asselborn, foi a Brasília para inaugurar oficialmente a Embaixada do Grão-Ducado do Luxemburgo no Brasil.

A decisão de abrir uma embaixada no Brasil, a primeira na região da América do Sul, faz parte do desejo de Luxemburgo de garantir uma presença mais visível e operacional do Grão-Ducado no Brasil em particular e, em geral, para fortalecer suas relações político-diplomáticas, econômicas e culturais com o continente sul-americano.
 
A inauguração da embaixada ocorreu na presença de autoridades brasileiras, membros do corpo diplomático, representantes de empresas luxemburguesas no Brasil, cônsules honorários do Grão-Ducado e descendentes de imigrantes luxemburgueses.

Ao descrever esse passo histórico nas relações diplomáticas, estabelecido entre os dois países em 1911, o ministro Asselborn traçou os laços de amizade que há muito tempo uniram o Luxemburgo e o Brasil. Ele mencionou em particular os milhares de descendentes de luxemburgueses que emigraram desde 1828 para o sul do Brasil, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e, a partir de 1844, no estado do Espírito Santo, além dos engenheiros e técnicos da ARBED, pioneiros da indústria siderúrgica brasileira.
 
Jean Asselborn também saudou as muito boas relações bilaterais, como evidenciado pelo ritmo constante de visitas ministeriais e missões econômicas e financeiras ao Brasil, antes de explicar que se o Brasil, com uma população de mais de 200 milhões de pessoas, já é o primeiro parceiro comercial do Luxemburgo na América Latina, o país continua a oferecer um enorme potencial de investimento para empresas luxemburguesas, incluindo ArcelorMittal, Paul Wurth, SES, Cargolux, CEBI, Ceratizit, Accumalux , bem como Etix.

Durante sua viagem a Brasília, o chefe da diplomacia luxemburguesa também se reuniu com várias autoridades brasileiras, incluindo, em particular, o Secretário-Geral do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Marcos Galvão, e o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.
 
As conversas forneceram uma visão geral das excelentes relações bilaterais e exploraram maneiras de desenvolver ainda mais as relações econômicas entre o Grão-Ducado e o Brasil. Os dois lados concordaram com a necessidade de continuar o trabalho no protocolo do acordo de dupla tributação, a fim de incorporar os novos padrões da OCDE. Também foram abordadas questões relacionadas às ligações aéreas entre o Brasil e o Luxemburgo, que constituem um importante vetor de relações entre os dois países, bem como a cooperação no campo de satélites e no setor marítimo.

As trocas de pontos de vista com as autoridades brasileiras também foram uma oportunidade de acolher a boa cooperação entre os fóruns multilaterais, em particular nas Nações Unidas e com relação à reforma das Nações Unidas. O ministro Asselborn atualizou com seus interlocutores a situação regional na América Latina, especialmente na Venezuela, bem como as relações entre a União Européia (UE) e os países do Mercosul. Expressou-se esperança de que as negociações sobre o acordo UE-Mercosul pudessem ser concluídas nos próximos meses. Jean Asselborn enfatizou que a conclusão deste acordo seria do nosso interesse comum e refletiria os valores compartilhados entre nossas duas regiões.

Comunicado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Europa

Link para o  discurso de abertura da Embaixada do Luxemburgo no Brasil.

Fonte:  https://gouvernement.lu/fr/actualites/toutes_actualites/communiques/2018/03-mars/02-asselborn-bresil.html